Equipe - Taka Daru
226
page-template-default,page,page-id-226,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-title-hidden,qode_grid_1300,side_area_uncovered_from_content,footer_responsive_adv,qode-theme-ver-17.2,qode-theme-bridge,wpb-js-composer js-comp-ver-5.6,vc_responsive

Equipe

Conheça mais sobre a equipe do Izakaya Taka Daru:

Milton Freitas

A gastronomia sempre esteve presente na vida do agora restaurateur Milton Freitas. Nascido em Araraquara (interior de São Paulo em agosto 1969), o empresário se lembra da infância em volta do fogão a lenha cozinhando junto com a família. As memórias afetivas, no fim, transformaram sua carreira de executivo em restaurateur, e ele abandonou em definitivo o mercado em corporativo em 2.015 para se dedicar ao Antonietta Cucina, sua primeira casa, e que deu origem ao nome do Grupo que ele criou e lidera deste então.

 

Mas não foi tão simples o caminho profissional dele para a gastronomia.
Formado em economia, o empresário trabalhou no mercado financeiro e de telecomunicações antes de empreender. “Assim como muitos  funcionários de uma empresa, eu comecei a me questionar sobre fazer outra coisa ou ter um negócio. A primeira ideia que me veio à cabeça foi ter um restaurante”, diz Freitas.

 

Em 2008, ele conheceu um projeto da chef mexicana Lourdes Hernández, a Casa dos Cariris, em que ela cozinhava para os amigos e clientes na própria casa. Na época, Freitas morava em uma casa espaçosa e pensou que também poderia receber os encontros. ”Quando vi, já estava recebendo 80 pessoas”, conta o empresário. Mesmo com o interesse das pessoas, Freitas não pensava em abandonar o emprego, no qual tinha mais segurança financeira. Para ele, trabalhar com culinária seria um plano para quando ele se aposentasse.

 

Esta continuou sendo a ideia de Freitas até que, em 2012, morando em outra casa, ele conheceu uma vizinha que abriu um delivery de pizzas, e ele pensou que poderia fazer aquilo também. Trabalharia na empresa durante o dia e começaria o delivery às 18 horas”, conta.

Ele já tinha o plano de comprar uma pizzaria quando descobriu que o restaurante Antonietta Cucina, no bairro paulista de Higienópolis, estava à venda. Ele então decidiu comprar o estabelecimento junto com seu companheiro Alessandro Tagliari, que dividi a sociedade com ele, e que foi a peça fundamental para o ínicio do Grupo Antonietta, uma vez que Alessandro também trabalhava no mercado de Telecomunicações, e foi ele quem de imediato assumiu a gestão do Antonietta em agosto de 2012, logo que adquiriram a casa.

Decidido a mudar sua vida profissional começou a estudar sobre o setor gastronômico, fazer benchmarkng com restaurantes similares, inclusive fazendo viagens para a Europa – especialmente para a Itália, em que visitava pequenos e grandes restaurantes premiados pelo Guia Michelin. Com a ideia inicial de ser um chef de cozinha, começou a estudar na escola do renomado chef Laurent Suaudeau, e também a preparar pratos, entender melhor o funcionamento de uma cozinha profissional ficando algumas horas do dia na cozinha e na sala do Antonietta, e a reformular o menu da casa, com pratos que tinha aprendido na Toscana, lançando em outubro de 2014 um novo menu da casa, e o qual acredita que ajudou a casa entrar na seleta lista de restaurantes Bib Gourmand de São Paulo, do renomado Guia Michelin, lançado no Brasil em março de 2015, o que ele conta que foi o maior incentivo para ele abandonar de vez o mundo corporativo. Em junho de 2015, ele saiu definitivamente do emprego no mercado de telecomunicações, o qual tinha passado os últimos 14 anos na Oi, uma das grandes teles do país, com a ideia de virar chef no Antonietta. Paralelamente a isso, Freitas foi convidado para trabalhar na Love Story, boate fundada e comandada até hoje pelo seu pai, João Freitas, uma lenda da vida noturna de São Paulo. “Por coincidência me envolvi mais ainda na gastronomia. Fiz eventos de culinária que fizeram com que eu tivesse contato com vários chefs de cozinha, em especial o casal Janaina e Jefferson Rueda, e o consagrado Alex Atala”, ele conta.
Depois de três anos com o Antonietta funcionando perfeitamente, era hora de Milton expandir seus horizontes e assim chegou, em 2016, ao Jacarandá, de Ana Maria Massochi, que procurava alguém disposto a assumir a casa de cozinha variada. Milton não só topou como já logo tratou de investir no antigo espaço de eventos para a criação do bar speakeasy bar Raiz, localizado no subsolo do restaurante, e também em parcerias com alimentos orgânicos e de pequenos produtores inaugurou o Armazém Jacarandá.

Daí para frente, novas oportunidades e estabelecimentos apareceram no caminho do agora restaurateur, que comanda, além das três casas, o Izakaya Taka Daru e o bar Candeeiro, junto ao bartender Laércio Zulu, e como ele projeta, novas casas virão nos próximos anos.

Alessandro Tagliari

Nascido em Guaxupé, Minas Gerais, Alessandro Tagliari é o neto mais velho de imigrantes italianos e sempre teve contato próximo com a comida e seus ingredientes, já que comer era ponto de comunhão da grande família. Formado em engenharia eletrônica, trabalhou por muito tempo na área e estava prestes a trocar de carreira quando, ele e o sócio, Milton Freitas, receberam a proposta de comandar o Antonietta Cucina, especializado em culinária italiana, no bairro de Higienópolis. Foi então que Alessandro, já imerso na administração do negócio, se especializou na arte dos vinhos, assumindo também o cargo de sommelier do Grupo Antonietta, que tem ainda no portfólio o restaurante Jacarandá, de cozinha variada, em seu subsolo o bar speakeasy Raiz, o izakaya Taka Daru e o bar Candeeiro, parceria com o bartender Laércio Zulu.

Uilian Goya

Uilian Goya começou sua carreira na gastronomia há 15 anos com culinária japonesa. Iniciou sua trajetória em uma casa especializada em bentôs, em São Paulo, migrando para um pequeno restaurante de rua e, de lá, foi trabalhar nas unidades da Liberdade e da Vila Nova Conceição do restaurante Kinoshita, do chef Tsuyoshi Murakami, onde ficou por dois anos. Enquanto estava lá, recebeu um convite para inaugurar um restaurante japonês na Itália. Após um ano em terras ítalas, voltou para o Brasil e trabalhou em restaurantes tradicionais de culinária japonesa para se aprimorar – passou pelo extinto Miaby, do chef Masanobu Haraguchi, e pelo Ban, na Liberdade – e então abriu sua própria casa. O Sanpo Izakaya durou pouco mais de um ano e, depois de algumas consultorias pelo Brasil, foi convidado a ir para o México abrir um restaurante do chef Makoto Okuwa. Atualmente o chef comanda a cozinha do Taka Daru, estabelecimento do Grupo Antonietta, encabeçado pelo restaurateur Milton Freitas e por Alessandro Tagliari, e é responsável pelas mais recentes criações do estabelecimento, com foco em pratos tradicionais do Japão com influências contemporâneas.

RESERVAS ONLINE